Professor é suspeito de assédio sexual a 13 estudantes no Oeste de Santa Catarina

Conforme a Polícia Civil, educador foi indiciado pelo crime de assédio sexual

Um professor é suspeito de assediar sexualmente 13 alunas em escolas da região de Modelo, no Oeste de Santa Catarina. Segundo a Polícia Civil, o Inquérito Policial foi finalizado na última sexta-feira (24) e o educador foi indiciado pelo crime de assédio sexual.
Conforme a Polícia Civil, o trabalho de investigação conseguiu demonstrar que o educador se aproveitou, por diversas vezes, de aulas presenciais para praticar atos inapropriados e ofensivos à dignidade sexual de alunas adolescentes. Ao todo, pelo menos 13 vítimas confirmaram que o professor se valeu do pretexto de educar e de sua autoridade para fazer com que as meninas se submetessem a atos que constrangiam as vítimas.
“Atos como passar as mãos pelo corpo e cabelo, bem como imposição de exposição física inapropriada e admissão de comportamento lascivo incompatível com a função”, informou a Polícia Civil sobre os atos do professor.
A Polícia Civil ainda informou que o investigado deixava claro que, se as vítimas não se submetessem a suas vontades, seriam prejudicadas no ano letivo. O crime de assédio sexual possui pena de um a dois anos e é aumentado no caso de ser praticado contra menor de idade.
Por força de lei e para preservar as identidades dos envolvidos, a Polícia Civil informou que não divulgará informações sobre a cidade onde ocorreu, nem tampouco os nomes dos estabelecimentos de ensino. O caso contou com o apoio do Conselho Tutelar local.

Fonte: CLICRDC com Wh3

Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *