Inverno aumenta os quadros de xerose

Xerose ou pele seca é um problema muito comum no inverno

Você já ouviu falar em xerose? É um problema de pele muito comum agora no inverno, que significa pele seca. De acordo com a dermatologista, Paula Baréa, é caracterizada pelo ressecamento da pele, que pode causar a sensação de pele áspera, coceira, descamação e até rachaduras.

Paula explica que isso acontece devido à diminuição da transpiração e da oleosidade natural da pele, causando o desenvolvimento de coceiras, ressecamento e alergias. Ela pode ocorrer em qualquer região do corpo.  Algumas doenças como dermatite atópica e psoríase podem ter piora dos sintomas devido a xerose.

Segundo a dermatologista, a melhor forma de prevenção é a hidratação contínua da pele. Na hora de escolher o hidratante, a preferência os produtos mais neutros, ou seja, com pouca cor, o ideal seria o branco, e com pouco perfume. Além da hidratação externa, é importante também hidratar o corpo de dentro para fora com o consumo abundante de água ao longo do dia. “Banhos quentes e demorados devem ficar fora da rotina, bem como o uso de esponjas muito ásperas para limpeza da pele”, enfatiza.

Outras dicas é usar luvas ao lavar a louça, isso evita o contato da pele com a água quente e detergentes que podem agredir a pele das mãos. Usar roupas feitas de materiais naturais como o algodão e a seda, que não irritam a pele. A lã é natural, mas pode irritar a pele atópica, e deve ser evitada. Utilize sabão neutro para lavar as roupas, de preferência sem corantes ou perfumes, pois estes ativos podem ficar na roupa após a lavagem e causar irritação na pele seca e sensível.

Dra Paula lembra que o dermatologista vai indicar o melhor tratamento para os cuidados da pele e jamais se automedicar.

Foto: Arquivo Dermatologista, Dra Paula Baréa Fonte:
Darlei Luan Lottermann

Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *