Início da Rota do Milho é adiado para 28 de junho

O início de operação da Rota do Milho, que trará o cereal do Paraguai para o Oeste Catarinense, reduzindo a distância e custos com transporte, foi adiado novamente e a nova data programada é 28 de junho. De acordo com um dos coordenadores da Rota do Milho e do Núcleo de Fronteira de Santa Catarina, Flávio Berté, o novo trajeto para importação do grão para Santa Catarina, ligando Paraguai a Dionísio Cerqueira, pode fazer com que o frete reduza em até 70%.

Leia também:

“Esse milho vai chegar mais barato do que o milho do Brasil central”, diz Spies, sobre importação do Paraguai

O projeto da nova Rota do Milho ou conexão transfronteiriça foi apresentado em 2016 pelo Núcleo Estadual de Integração da Faixa de Fronteira de Santa Catarina e é uma iniciativa do Governo do Estado, SEBRAE/SC e entidades do agronegócio, com participação do Fórum de Competitividade e Desenvolvimento. A proposta é que o milho seja adquirido nos Estados paraguaios de Itapúa e Alto Paraguai, passe pelo porto de Carlos Antonio Lopez, em Itapúa, atravesse o Rio Paraná em balsas, passando pelo Porto Sete de Agosto, no Paraguai, e siga até a divisa com o Brasil, chegando ao porto seco de Dionísio Cerqueira, em Santa Catarina.

Fonte/Foto: G1

Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *