TUBERCULOSE: Com cerca de 2 milhões de óbitos por ano no mundo, a doença mata mais do que Aids e Malária

O Brasil está em guerra. Melhor, o mundo todo está em guerra contra o assassino número um do planeta: o Mycobacterium tuberculosis. Esse vilão mata, aproximadamente, dois milhões de pessoas ao redor do mundo todos os anos. Conhecido também como bacilo de Koch, essa bactéria é responsável pela Tuberculose – uma doença que já matou reis e plebeus. Mas, apesar da fama de maior vilão de todos os tempos, a doença tem um ponto fraco que já foi descoberto pela ciência. Realizando o tratamento adequado e até o final, os medicamentos combinados em comprimidos conseguem destruir a bactéria.Mas, precisamos ter atenção. Porque esse vilão sempre acha um jeito de continuar na história. Quem conta mais detalhes é a coordenadora do Programa Nacional de Controle da Tuberculose, Denise Arakaki.

“A tuberculose tem cura, ela é de diagnóstico fácil. É uma doença curável. Mas, apesar de todos os esforços, é a doença que mais mata no mundo. Ela superou, como agente único, a doença causada por um único agente, ela conseguiu superar número de mortes pelo HIV, pela malária, por todas essas outras doenças. Então, hoje o Mycobacterium tuberculosis é considerado o matador número um do planeta.”

E esse perigo pode atingir qualquer pessoa em qualquer parte. Isso porque o bacilo fica suspenso no ar. e tem uma tática infalível para se manter vivo por gerações e gerações. A doutora Arakaki explica a razão.

“A Tuberculose nunca será erradicada. Por quê? Porque sempre haverá pessoas que tem o bacilo dentro de si. E uma vez que a gente pode ter o bacilo dentro de nós, quando a gente envelhece, quando a gente desenvolve um diabete, quando a gente desenvolve uma doença, uma doença imunossupressora, quando a gente desenvolve um câncer e faz uma terapia imunossupressora, são momentos em que o bacilo se manifesta. Porque a gente sabe que a Tuberculose se aproveita de situações de vulnerabilidade. Então, a Tuberculose sempre existirá. E por isso que a Tuberculose é uma das doenças mais antigas do mundo e ela consegue se manter ao longo da história viável, apesar de todas as mudanças sociais que nós presenciamos, que a gente já viveu, a Tuberculose continua viva.”

Mas calma! Apesar da quase imortalidade nós temos como derrotar o Mycobacterium Tuberculosis. É só ficar atento aos sintomas: tossiu por mais de três semanas ou está suando demais à noite e perdendo muito peso rápido? Vá para a unidade de saúde mais próxima e peça para fazer o teste da Tuberculose. É gratuito. E se o diagnóstico for positivo, comece o tratamento imediatamente! E, claro, não pule nenhuma etapa. Lembre-se: estamos em guerra contra esse assassino e podemos vencer! Tuberculose tem cura. Todos juntos contra a Tuberculose. Para mais informações, acesse: saude.gov.br/tuberculose.

#TBtemCura

AGÊNCIA DO RÁDIO BRASILEIRO

Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *