ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA 2018 Cooper A1 cresce 22,57% em patrimônio líquido e cooperados tem retorno de sobras que ultrapassam 15 milhões de reais

Quinze milhões de reais é o valor que a Cooperativa A1 está devolvendo aos cooperados através do retorno das sobras referente ao exercício 2017. O montante, que parte será capitalizado e parte será distribuído em dinheiro aos cooperados, foi divulgado na Assembleia Geral Ordinária, realizada neste dia 27 de fevereiro em Palmitos, SC. A Assembleia reuniu mais de 500 cooperados de 18 municípios. O Órgão supremo da cooperativa também aprovou o faturamento líquido da Cooper A1 em 2017, que ultrapassou 1,06 bilhão de reais.

Além do cooperados, a Assembleia contou com a presença da diretoria executiva e gestores da Cooper A1, representantes de instituições financeiras e lideranças políticas da região.

O presidente da Cooper A1, engenheiro agrônomo Elio Casarin conduziu a prestação de contas detalhada e ressaltou: “Tivemos mais um desempenho bom do ponto de vista econômico e financeiro, com resultado operacional de 4% sobre o faturamento bruto e com 22,57% de crescimento em relação ao patrimônio líquido.  Segundo Casarin, constantes melhorias e eficiência na gestão interna além da participação ativa e confiança dos cooperados nas operações com sua cooperativa, sustentaram os negócios e foram decisivos em um ano de desafios mas positivo para a Cooper A1.

A Cooper A1 encerrou 2017 com 8.879 cooperados e 1.241 colaboradores diretos. Das sobras de 15 milhões destinados aos cooperados, 5,6 milhões de reais serão distribuídos em dinheiro e R$ 9,3 milhões capitalizados na conta capital de acordo com a movimentação de cada um no exercício.

O Patrimônio Líquido da cooperativa atingiu o montante de R$ 485.806.734,96. Os principais índices foram: liquidez corrente 1,60%, liquidez geral 1,26%, e o grau de endividamento 51%. Em impostos e tributos, a Cooper A1 gerou e recolheu mais de 86 milhões de reais, valores que beneficiam diretamente cada município onde está instalada.

Nas atividades e ações de Promoção Social, dez programas em andamento, mostrando o fortalecimento e importância dos princípios cooperativistas de desenvolvimento humano, entre eles: De Olho e QT Rural; Escola A1 do Leite; Jovem Aprendiz Cooperativo; Jovem Coop; Liderança A1; Mulher A1 / Sicoob; Mulheres Cooperativistas e Programa Coleta Segura.

ATIVIDADES ECONÔMICAS

Complexidade e organização em oito diferentes negócios

No faturamento geral, a atividade de Lojas Agropecuárias, representou a maior parcela, chegando a 26% do faturamento total. Na sequência, a Suinocultura, com 23% do faturamento em 2017, sendo que, esta atividade passou uma reestruturação interna focando ainda mais na eficiência produtiva. Ao todo, foram 74, 1 mil toneladas de suínos vendidos à Aurora Alimentos e outros frigoríficos.

Na atividade de Cereais, o destaque foi o recebimento recorde de milho dos associados, que chegou a 183,8 mil toneladas do cereal. Já a variação climática com excesso de chuvas prejudicou a soja, diminuindo a produção e resultando no recebimento de 33,7 mil toneladas do cereal, uma diminuição de 12, 5 mil toneladas em relação ao ano anterior.

A Avicultura sofreu com dificuldades no setor em 2017, principalmente devido aos custos de produção e fechamento de mercados. Desafiados, equipe técnica e produtores apostaram na eficiência dos processos de produção e chegaram ao recorde de 77,7 mil toneladas de aves entregues.

A atividade de Leite também foi desafiada em 2017, principalmente devido a diminuição do consumo, o que refletiu na rentabilidade da cadeia produtiva. Apesar disso, a atividade é considerara de fundamental importância para a Cooper A1, sendo que a mesma representou 12% do faturamento e onde foram recebidos 99,2 milhões de litros de leite em 2017.

No segmento industrial, com três Fábricas de Rações a Cooper A1 obteve 16% de seu faturamento total em 2017. Foram 329,3 mil toneladas de rações e farelo de soja processados, sendo a produção de milho dos cooperados totalmente absorvida pelas unidades industrias da Cooper A1. Para suprir a demanda, foram adquiridas 143,1 mil toneladas de milho de empresas. Destaque para os novos sistemas de automação nas fábricas de Palmitos e Itapiranga, e o lançamento da nova linha de rações exclusiva para bovinos de leite de alta produção, a Nutri A1 Top Leite.

Na área de bens de consumo, os 20 Supermercados da Cooper A1 tiveram um faturamento líquido de 124,3 milhões no ano passado, um crescimento de 15,61% em relação ao ano anterior. Já os quatro Postos de Combustíveis tiveram um crescimento mais tímido sendo 2,41% em relação ao ano anterior.

INVESTIMENTOS

Melhorias para garantir uma cooperativa sólida e bem estruturada

Em 2017, foram três obras finalizadas: nos municípios de Novo Tiradentes, que obteve a ampliação da unidade; em Vista Gaúcha, com a inauguração da décima primeira unidade de recebimento de cereais, ambas no Rio Grande do Sul. Já em Santa Catarina, a filial de Bela União, vinculada a unidade de Belmonte, inaugurou a reforma em sua área de vendas.

Importantes obras também iniciaram em 2017 e com previsão de término em 2018.  Como em Palmitos, onde iniciou a ampliação da unidade e matriz; Riqueza que terá uma nova unidade; São João do Oeste, tem prevista inauguração de nova unidade e de um depósito; Santa Helena, concluiu em janeiro de 2018, a ampliação e reforma da unidade; Itapiranga vai finalizar as reformas na fábrica de ração; e a filial de Planalto no Rio Grande do Sul, também finalizará a ampliação e reforma da unidade.

INFRAESTRUTURA

Cooper A1 em 18 municípios do Oeste de SC e Noroeste do RS

A Cooper A1 encerrou 2017 instalada em 18 municípios do Oeste de Santa Catarina e Noroeste do Rio Grande do Sul. No atendimento direto ao cooperado e cliente conta com uma estrutura de: três fábricas de rações; 11 unidades de recebimentos de grãos; 20 supermercados; 21 lojas agropecuárias; quatro postos de combustíveis; uma UPL e uma multiplicadora de matrizes suínas e dois centros de distribuição.

A Cooper A1 é uma das 13 cooperativas associadas a Cooperativa Central Aurora Alimentos, responsável pela industrialização de toda sua produção pecuária, suínos, aves e leite. Ainda faz parte da Federação das Cooperativas Agropecuárias de Santa Catarina (Fecoagro).

CONSELHO FISCAL

Renovação dos conselheiros gestão 2018

Na Assembleia Geral também foi momento de apreciação e votação do novo Conselho Fiscal, Gestão 2018, que ficou assim constituído: Efetivos – Vania Sebben Marquesan (Descanso, SC); Gilmar Canello (Palmitos, SC); Romildo de Mello (Rodeio Bonito, Suplentes – Paulo Braun (São João do Oeste, SC); Josnei Giehl (Itapiranga, SC) e Douglas Dalcero (Caibi, SC).

AGRADECIMENTOS

“Gestão, confiança e planejamento, tudo passa por esses três aspectos. E, claro, a união dos cooperados, que têm grande confiança na sua cooperativa, e nossos colaboradores que trabalham com foco e direcionamento. Com o empenho de todos, a Cooper A1 alcançou novamente o faturamento superior a R$ 1 bilhão, e desenvolveu significativamente seu patrimônio líquido”, ressaltou Elio Casain.

O presidente da Cooper A1 estendeu os agradecimentos à diretoria executiva que, segundo ele, tem trabalhado ao longo de mais de uma década colocando em prática um plano da gestão sólido. Também aos gerentes das atividades e das unidades que iniciaram o 2017 com metas traçadas e, junto a seu quadro de colaboradores, as colando em prática. O presidente também agradeceu às instituições financeiras, empresas parceiras, a comunidade e clientes de todos os municípios com unidades da Cooper A1.

ASCOM COOPER A1

Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *