Referendo sobre separação do Brasil, será realizado em 960 cidades dos três Estados do Sul

A equipe de voluntários que defendem a separação da região Sul do restante do Brasil dobrou de tamanho, após o conturbado referendo pela independência da Catalunha, segundo os envolvidos com o movimento.

Um dos fundadores do movimento O Sul É o Meu País, o jornalista catarinense Celso Deucher, 50 anos, prevê 32 mil pessoas ajudando a organizar o plebiscito informal – portanto, sem validade legal – marcado para o próximo sábado.

São 3 mil urnas espalhadas por 960 cidades dos três Estados do Sul. A pergunta que será respondida é: “Você quer que Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul formem um país independente?”.

“Nossa ideia é que a capital administrativa, por estar no centro do território e perto de tudo – o que seria importante para concentrar os Três Poderes, as Forças Armadas e essa coisarada toda –, seja Lages (SC)”, afirmou em entrevista ao jornalista Paulo Germano, do Grupo RBS.
O separatista também destacou qual seria a moeda adotada.
“Lançamos no mês passado, no 25º Congresso Nacional do movimento O Sul É o Meu País, o pila como nossa futura moeda. Estou falando sério. Na nota de um pila, o homenageado é Guairacá. Na de cinco pilas, Sepé Tiaraju. Na de 10 pilas, Bento Gonçalves e, na de 20 pilas, Anita Garibaldi”, afirmou.

Fonte: RBS.

Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *